Notícias

COTAÇÃO »

Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte

Região

Avança investigação da morte de empresário

Fonte: Destaque Catarinense

Região - Caso antigo, novos capítulos e a sensação de que a qualquer momento possa ocorrer a descoberta da autoria do crime. Esse é o atual panorama dos fatos que sucedem a morte do empresário André Roberto Alves, o Beto da EJW, ocorrida em 7 de fevereiro desse ano, em Balneário Arroio do Silva.O homicídio chocou a região.

O impacto gerado pela sua violência é tão grande que diversas entidades classistas (ACIVA, OAB, CDL e União de Moradores) uniram esforços e encaminharam um documento ao delegado regional, Luiz Vanderlei Sala. “Agimos assim porque já se passaram 75 dias e o autor ou os autores dessa barbárie ainda estão livres em meio à sociedade”, confessa o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Araranguá, Dr. Roberto Alves. “Nunca tivemos a intenção de interagir junto ao trabalho da polícia. Na verdade, pretendemos colaborar e, se for o caso, aproveitar a concentração de forças para conquistar mais apoio”, explica.

Na interpretação do presidente da OAB de Araranguá, o município está crescendo sob vários aspectos e um crime desse porte não deve ficar sem elucidação, pois pode interferir negativamente nesse contexto sócio-econômico. “Os cidadãos mais antigos de Araranguá ainda devem perguntar: “Quem matou o ex-prefeito Salmi Paladini? Pois é, contra crime de homicídio a prescrição é longa, talvez por isso, ainda estejamos procurando uma resposta nesse caso”, destaca.

Telefonemas

O Poder Judiciário autorizou e a empresa de telefonia Brasil Telecom concedeu, na terça-feira, autorização para a Polícia Civil averiguar a descrição dos telefonemas incluindo supostos envolvidos no caso. “Antes de tudo, precisamos agir de forma legal. Não podemos investigar e divulgar os fatos se percebermos que estaremos prejudicando o contexto da ação policial”, raciocina o delegado Jorge Giraldi.

A descoberta do autor ou dos autores do crime deve ocorrer nos próximos dias. “Minha sensibilidade aponta para essa expectativa. Aliás, possuo a opinião particular de que os autores estão radicados em Araranguá. Além disso, creio que o executor foi pago”, revela Giraldi. Ele tem sua tese credenciada por muitas informações que cerceiam a morte do empresário André Roberto Alves. “Alguns desses subsídios, inclusive, não constam nos autos do processo, até no sentido de preservar a vida dos informantes”, completa o delegado Jorge Giraldi.

DESTAQUE CATARINENSE

Cadastrada em: 24/04/2008 08:13:49

Para comunicar erros nos textos publicados pela Contato Notícias, preencha os dados abaixo e clique em Enviar.

Nome:

E-mail:

Comentário:

Código de verificação:

Imagem de verificação
formulario erro

Para indicar essa notícia a um amigo, preencha os dados abaixo e clique em Enviar.

Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Comentário:

Código de verificação:

Imagem de verificação
enviar formulário

TEMPO

Tempo

Ensolarado

Termômetro

Máxima

23 ºC

Mínima

15 ºC

Agenda 21/10

Agenda

Dia do Contato

Agenda

Dia Nacional do Economista Doméstico

Contato Notícias - Todos os direitos reservados a Contato Internet

Desenvolvido por Contato Digital